Engajamento mobile é um fator que importa bastante na hora de atrair mais clientes e fortalecer uma estratégia de mercado! Entenda como!

5054

5 maneiras de aumentar o engajamento mobile

Com a era da informação e a preocupação com “engajamento mobile” nunca foi tão importante para uma empresa criar entrosamento com seu público-alvo para alcançar sucesso nas estratégias de atuação traçadas.

Neste contexto, apps para o e-commerce ou oferecimento de serviços acabaram ganhando destaque no mercado. 

No entanto, a experiência já mostra que muitas vezes grande parte dessas soluções acabam caindo em irrelevância, mostrando que, assim como acontece com os sites (veja mais aqui), é preciso mais do que apenas desenvolvê-las, mas também pensar nas melhores ferramentas e atrativos para elas.

Veja a seguir os principais pontos que você deve considerar quando o assunto é esse:

Aplicativo integrado ao smartphone

Essa ideia se refere aos aplicativos que normalmente já acompanham (de fábrica, por exemplo) determinado produto comercializado, como um tablet.

Isso cria engajamento mobile, incentivando o uso imediato e mantendo-os constantemente abastecidos do que é oferecido de atualizações, além de ajudar a reportar situações que permitem à empresa aperfeiçoar cada vez mais a experiência usufruída com ele.

É um ”vínculo” que, embora o usuário tenha muitas vezes a opção de desinstalar ou interromper, contribui para o envolvimento e a construção de relacionamentos entre o cliente, a empresa, a marca e os serviços que ela tem a oferecer – bem como o gerenciamento deles.

SMS e notificação push

Outro item de atenção quando observamos o engajamento mobile que as empresas estão criando junto a seus públicos de interesse se refere às mensagens SMS ou notificações push.

No primeiro caso, os clientes acabam recebendo, geralmente a partir de uma base de informações de contato registradas, por exemplo, mensagens das empresas em seus celulares ou smartphones.

Já no segundo caso, houve alguns avanços: aplicativos mais recentes podem permitir que o usuário configure o que deseja receber, dando-lhe o poder de decidir como essa interação ocorre.

Isso é melhor primeiro porque a empresa consegue extrair — com indicadores das escolhas e preferências dos clientes — insights sobre o que realmente valorizam e gostariam de consumir, para entregar soluções cada vez mais desenvolvidas e segundo porque assim a ação não se caracterize como “invasiva” e indesejada, o que é importante para que a atitude não se torne negativa.

Redes sociais

Hoje as empresas e organizações de diversos setores, para criar maior engajamento mobile com seus usuários, têm adotado uma “personificação” nas redes sociais.

Ou seja, hoje as empresas têm suas páginas nessas redes de modo a compartilharem o que é relevante para elas e para seus usuários, a fim de criar entrosamento.

Da mesma forma como os usuários respondem quase que instantaneamente a acontecimentos do dia a dia ou a notificações atuais, as empresas também procuram manter a mesma postura de “presença” nesse envolvimento com eles, em temas do cotidiano, debates e propostas sobre sustentabilidade, dicas úteis, compartilhamento de experiências, causas apoiadas ou mesmo especialmente em relação a seu mercado, seus produtos e serviços oferecidos, o que permite aumentar o envolvimento, abrindo espaço para que participem também.

Desse modo, as instituições se preocupam cada vez mais em manter também o aspecto de engajamento “social” e não só a postura mercadológica, para criar um engajamento em nível maior com os potenciais consumidores do século XXI.

Localização

A tecnologia de geolocalização, normalmente habilitada ou permitida pelo usuário, permite criar um engajamento muito mais real com o usuário a partir da proposta de determinada solução.

É o caso de um aplicativo de comida que indica os restaurantes mais próximos (por categoria, por exemplo) do usuário quando ele procura por algum local para fazer refeições ou aplicativos de transporte e Google Maps, que indicará as opções que ele tem a partir dali.

As chances de as informações encontradas pelo aplicativo atenderem muito mais aos interesses e às necessidades dos clientes quando isso acontece aumentam, visto que não adianta apontar aos clientes estabelecimentos que estejam muito distantes.

Com a localização, os aplicativos conseguem identificar com muito mais facilidade e rapidez o tipo de informação que seria útil ao usuário naquele momento.

E-mail mobile

Por fim, o e-mail não necessariamente teve sua importância diminuída quando tratamos de mobile. Antes o conceito ganhou outra derivação: o e-mail mobile.

Consiste em o usuário conseguir acessar seu e-mail também com facilidade e sem distorção quer seja do smartphone, do tablet ou do dispositivo móvel que estiver utilizando.

Tal como acontece com os sites, que hoje precisam ser responsivos para reter os usuários, preocupar-se com a criação de e-mails para o mobile tornou-se um ponto de atenção.

Por isso é preciso que nesse sentido haja um esforço também das organizações em tornar essa opção mais acessível e descomplicada com interfaces intuitivas e mais atraentes.

E então, sua empresa já tem um ​​​​app alinhado às demandas de engajamento mobile nesse sentido? Precisa de ajuda para isso?

Fale com a Kyros!

Postado por Kyros Tecnologia em 5 julho, 2018


Comentários

POSTS RELACIONADOS