4574

Quando desenvolver um app híbrido?

Desenvolver um app para o negócio é uma das medidas mais importantes quando a intenção da empresa é criar mais proximidade e engajamento com seus consumidores.
E também entregar maior utilidade a eles.

De acordo com o estudo global da Deloitte, denominado “Previsões em Tecnologia, Mídia e Telecomunicação” – TMT Predictions 2018, espera-se que até o final de 2023 mais de 90% dos adultos em países desenvolvidos tenham um smartphone, por exemplo.

Analisar se o seu público utiliza determinado tipo de aparelho (Android ou iOS) e o perfil dele, pode ser o primeiro passo para  entender qual o tipo de linguagem utilizar no desenvolvimento de seu app. Quando se tem um público misto, no entanto, essa dúvida pode aumentar ainda mais.

Nesse ponto surge então uma alternativa: desenvolver apps híbridos. Eles são uma opção aos nativos (já falamos um pouco da diferença entre eles aqui). É fato que oferecem também grandes vantagens. Como, por exemplo, desenvolvimento único para qualquer plataforma, o que permite entrega mais rápida para todos os públicos.

Mas será, enfim, que essa é uma boa opção para sua empresa neste momento? Para descobrir veja a seguir os principais pontos aos quais você deve se atentar se o modelo híbrido é o mais indicado:

Definição de plataformas a segmentar e experiência da equipe

Quando você já conhece alguns pontos importantes sobre as diferenças de um app híbrido e de um nativo, um aspecto relevante em que se vale a pena pensar é quais plataformas móveis você quer segmentar.

Um desenvolvedor de web com conjunto de habilidades de HTML5, CSS e JavaScript pode criar um aplicativo hibrido para todas as plataformas.

Isso porque o app hibrido é hospedado dentro de um aplicativo nativo, porém executado em um WebView, sendo de plataforma cruzada. Então se você tiver a intenção de segmentar mais de uma opção, o híbrido pode atender bem a essa realidade, devido à sua dependência justamente do WebView.

Para isso conta também a habilidade técnica de sua equipe de desenvolvimento. Um time que tenha experiência para segmentar várias plataformas com um único conjunto de tecnologias pode permitir que se faça isso ou você pode contar com uma empresa especializada para te ajudar nesse desenvolvimento.

Distribuição do app híbrido 

O fator de distribuição de seu aplicativo — por quais canais você quer distribui-los e como pretende disponibilizá-lo para seus clientes — é muito marcante também para essa escolha.

Se o propósito for lançá-lo em uma loja de aplicativos online popular, como a Apple Store ou Google Play o app híbrido se encaixa perfeitamente, que inclusive ele aumenta a probabilidade de gerar mais receita de vendas (obter mais ganhos) nesses canais, atingindo um número bem amplo de usuários, por exemplo.

Time-to-Market

Por fim, um grande ponto em que se deve pensar ao decidir se é hora de desenvolver um app híbrido é justamente o desempenho que você espera dele em diferentes fases dos objetivos de negócio.

Isso porque, em determinadas ocasiões, um app híbrido pode ser mais rápido em termos de desenvolvimento devido à possibilidade e facilidade de trabalhá-lo em diferentes plataformas.

Essa maior agilidade na criação é algo que, dependendo do caso, pode ser mais vantajoso para a empresa em termos de lançamento ou quando ela tem um fator time-to-market muito importante que precisa ser observado para atingir uma oportunidade de negócio.

Além disso, pode usar os recursos nativos como notificações e lembretes por meio de ferramentas para gerar uma experiência mais completa para o cliente, usufruindo de recursos já compatíveis para criar uma interface e funcionalidades ainda mais “amigáveis”, “familiares” e úteis a esses usuários.

E então, é hora de desenvolver um aplicativo híbrido para o seu negócio? Precisa de ajuda nesse sentido? Fale com a Kyros!

Postado por Kyros Tecnologia em 28 fevereiro, 2018


Comentários

POSTS RELACIONADOS