Quer apostar em mobile? Antes de começar o desenvolvimento do seu App, entenda as diferenças entre os sistemas operacionais Androind e iOS.

3844

Sistema Android ou IOS: entenda as diferenças

Algo já bastante evidente no mundo de hoje é o fato de o uso dos smartphones ter crescido bastante, em especial de alguns anos para cá.

De acordo com estimativas recém-divulgadas, chegamos um marco histórico: 5 bilhões de pessoas no mundo tem o aparelho, com números mais elevados na Europa, China e Índia.

consultoria IDC destacou a alta nas vendas de 11,7% no trimestre. O país também lidera o número de smartphones conectados na América Latina, sendo que 73% das 234,6 milhões de conexões sem fio por aqui se dão a partir deles.

Com isso dá para se ter uma noção do quanto esses aparelhos já representam em termos de expansão e inclusão da tecnologia no dia a dia das pessoas.

No entanto, para quem pensa em apostar em soluções tecnológicas para explorar esse meio, em especial as empresas, entender as diferenças entre os dois grandes sistemas operacionais (um sistema operacional possibilita que um conjunto de softwares e funcionalidades rodarem em um aparelho, tornando-o de fato “funcional”) é de suma importância.

Entenda um pouco mais sobre eles e o que levar em consideração:

Sistema Android

O Sistema Android é um sistema operacional que funciona em Linux, desenvolvido por um conjunto de empresas, dentre elas, o Google.

Tanto em smartphones quanto em alguns tablets e até notebooks ele pode ser rodado e ao contrário do que muita gente pode pensar não tem relação com a Microsoft (a qual, inclusive, possui o seu próprio sistema operacional concorrente, que roda Windows em algumas máquinas, e os Windows Phones na versão celular inteligente).

No Brasil, ele se tornou bastante popularizado e acessível. Dados mostram que é o sistema operacional mais usado no mundo.
Conforme lista dos 5 sistemas mais vendidos, ele está no topo, com mais de 296,9 milhões de smartphones ativados em 2016, com 86,2% de market share, seguido pelo outro sistema a seguir.

Sistema IOS

Já o chamado sistema IOS é a versão de sistema operacional da Apple, multinacional norte-americana conhecida por desenvolver equipamentos como o iPhone (da família smartphones), iPods (tocadores de áudio) e o Ipad (tablets), bem como diversos softwares de bastante destaque.

No caso do IOS, normalmente todo o trabalho é baseado em computadores do tipo Macintosh (ou Mac) não tão populares em alguns pontos ou empresas.

Segundo divulgações recentes, por exemplo, o iPhone foi apontado como o mais vendido no Brasil de acordo com as análises da empresa eBay, que é bastante representativa no setor de e-commerce.

Conforme o anunciado, apurou-se um total de 21.192 unidades comercializadas em comparação a 15.699 de outras marcas, com sistemas operacionais distintos, como, no caso, o Android.
Em 2016, o iPhone 5s, por sua vez, representou no Brasil 27% do total de compras de iPhones (na análise conjunta de três países), enquanto na Argentina respondeu por 40% e no México 26%.

Porém, ao voltarmos esse olhar para um âmbito maior, em relação à popularização global e não levando em conta dados de apenas um comerciante, sua fatia de mercado ainda está em segundo lugar entre os mais vendidos, segundo a mesma lista de referência em que contextualizamos o Android.

Pela IDC 95,5% dos smartphones vendidos no Brasil era Android em análise entre julho e setembro de 2016, enquanto 4,5% eram iPhones.

No entanto, de acordo com estatísticas mais recentes e dados atualizados pelo site NetMarketShare ao expandirmos essa visão para nível global na metade deste ano (2017) o Android ficou com 64,2% de participação contra 32,92% do iOS, denotando que ambos tem boa aceitação no mercado, embora conservem suas particularidades.

Em qual deles investir?

Analisando esse contexto e dada à conhecida importância de desenvolver um aplicativo para os negócios hoje em dia é natural que muitas empresas se peguem pensando em qual dos dois tipos de sistemas operacionais focar a solução ou ainda se vale a pena apostar no desenvolvimento para ambas.

Na verdade, a decisão dependerá de uma série de fatores.

Alguns deles são o público para o qual o aplicativo se destina (se é um perfil mais seleto ou não), a localização e a parcela do mercado que se deseja atingir (e se ela é mista).

Também merece atenção o foco nas características desse público e até mesmo nas do produto (app em questão), levando-se em consideração pontos como poder aquisitivo, custo e acessibilidade ao aplicativo, o que pode, no conjunto, levar à decisão de qual deles (ou mesmo os dois) é o mais adequado para cada momento.

E então, procurando um parceiro que te ajude a desenvolver a melhor solução com base em uma análise adequada das necessidades e expectativas de seu projeto? Fale com a Kyros; podemos te ajudar!

Postado por Alessandra Patriarca em 25 outubro, 2017


Comentários

POSTS RELACIONADOS