5294

Desenvolvimento de site: por que pensar em um bom domínio?

O desenvolvimento de site é uma tarefa crucial para praticamente todo tipo de negócio e requer bastante atenção.

Itens dos mais básicos aos mais sofisticados definidos nessa etapa ajudam o resultado final a ficar mais satisfatório e o site reter mais clientes.

Passando a boa imagem da organização, ele também vai ajudar na construção de credibilidade, de identidade da marca e de atrativos que irão colaborar para a boa experiência do usuário (leia aqui).

No entanto, algo que desde o começo do desenvolvimento de site, pode contribuir para a boa aceitação e atração dos potenciais clientes, é o domínio.

Neste post, iremos falar sobre essa relevância na hora de criar o site e sobre algumas dicas de como escolher o melhor domínio, a fim de te ajudar a entender o que é mais marcante e elementar nesse momento:

Escolha de um domínio pronunciável e atraente

Com a elevada competitividade no mercado, é comum que as empresas procurem criar algo diferenciado dos concorrentes na tentativa de destacarem-se.

Com isso, ideias bastante diferentes de domínio (nome que o site irá receber) podem surgir durante o desenvolvimento de site e na hora de procurar a melhor hospedagem.

No entanto, é preciso muito cuidado para que o domínio escolhido tenha uma pronúncia simples, clara, curta e que seja intuitivo, fácil de se lembrar e de digitar, além de despertar interesse. Esse atrativo inicial, juntamente com um bom SEO no site pode ser decisivo na eficiência das buscas.

Além do mais, lembre-se: um nome de site fácil de ser pronunciado e lembrado evita dúvidas ou confusão nas pessoas quando forem procurar pelo endereço, caso em que, se fizerem confusão, podem acabar em sites de concorrentes por engano.

Também faz parte da atividade da definição do domínio, a escolha do tipo de domínio do site, estamos falando daquela terminação “.com.br”, “.com” ou aquelas outras mais específicas ao tipo de negócio. Existem terminações que atendem aos mais variados segmentos, no entanto as pessoas se lembram mais das terminações comerciais de uso geral “.com.br” e “.com”, portanto, a não ser que seja justificável a utilização de um tipo de domínio mais específico, prefira os de uso geral, pois serão mais facilmente lembrados.

Disponibilidade do domínio para o desenvolvimento de site

Em seguida, com um bom nome em mente, é hora de checar se ele se encontra disponível para uso.

Isso porque se houver domínio registrado com o mesmo nome será necessário refazer a análise ou avaliar outra proposta para nomeá-lo. Ou então, é possível também tentar negociar o domínio com o proprietário, uma vez que ele pode não estar sendo utilizado.

Normalmente, a depender do serviço utilizado para hospedagem, ao consultar a disponibilidade do nome é possível obter uma lista com outras sugestões disponíveis caso a primeira já exista.

Uma boa sugestão é, já na etapa inicial, pensar brainstorming e listar nomes possíveis, ordenados pela preferência e ir verificando a disponibilidade um a um.

Sendo assim, cabe discutir uma possibilidade de nome adequada tendo em vista os objetivos e conceitos da marca.

Pensar na construção da marca 

Além de ser fácil de lembrar, um bom domínio deve “conversar” diretamente com a identidade de sua marca. 

É preciso pensar em um nome diferente, mas que ainda esteja atrelado aos objetivos que a companhia tem e que tenha “conexão” com o sentido da identidade visual e da marca desenvolvida.

A unificação da identidade (que ajuda os clientes a gravarem o nome da empresa e a se conectarem com elas em todas as redes) também é importante.

Se a sua empresa utiliza um nome já consolidado em redes sociais ou no mercado, evite escolher um domínio que “fuja” muito disso. Pois facilitará que o cliente encontre seu site e o identifique de forma muito mais simples e certeira, até mesmo se estiver navegando por sites de busca.

Priorizar simplicidade e elegância

Ao escolher seu domínio também é importante torná-lo o mais simples possível.

Quanto mais fácil for de digitar na barra de URL, ou de explicar para um terceiro o nome do site, melhor. Caso contrário, um site que contenha muitos caracteres diferentes de letras — como números e hifens para separar nomes ou mesmo pequenas frases — pode tornar a digitação mais trabalhosa ou difícil e ensejar erros ou trocas de caracteres que não permitam encontrar o endereço corretamente.

Imagine um cliente digitando em um celular: a troca de opções no teclado, para acessar hifens e demais caracteres diferentes, por exemplo, pode ser muito cansativa e mesmo complicada em uma tela pequena (leia mais sobre a importância, inclusive, de um site responsivo nesses casos).

O resultado pode ser uma página não encontrada. E um potencial cliente confuso, frustrado ou perdido em relação a como encontrar e acessar a empresa.

Algumas dicas práticas podem ajudar, mesmo que não seja possível segui-las sempre à risca: utilize apenas letras – evitando números e símbolos especiais; evite criar nomes grandes – sugerimos no máximo uns 15 caracteres; prefira nomes simples aos compostos; se preferir uma palavra composta, tente identificar se elas juntas não geram em nenhum trecho, alguma grafia ou pronúncia indesejável, de duplo sentido; evite palavras que tenham sílabas cuja sonoridade possa ser representada por mais de uma grafia diferente – como palavras que tenham s, ss, x ou z – g ou j.

Portanto, por fim, essas medidas possibilitará que o site seja encontrado de forma descomplicada, contribuindo para a facilidade ao acesso.

E então, sua empresa ou negócio já tem um bom site ou precisa de ajuda para desenvolvê-lo! Veja também tendências na criação de sites para vencer a concorrência ou fale com a Kyros! Podemos te auxiliar!

Postado por Kyros Tecnologia em 30 agosto, 2018


Comentários

POSTS RELACIONADOS