Ter um bom gerenciamento de site é importante para reter mais clientes e estreitar o relacionamento e experiência com eles! Veja o que fazer!

6281

Estratégias de gerenciamento de site: o que o meu precisa ter?

Não é de hoje que os gestores empresariais mais atentos reconhecem que um bom site é sinônimo de peça-chave para o bom desempenho no quesito competitividade e também para apoio ao marketing.

Criar um site com ferramentas diferenciadas (leia mais sobre dicas para conhecer algumas das principais) é fator decisivo, mas é preciso se atentar ao gerenciamento desse componente, para assegurar sucesso na iniciativa.

Para chamar a atenção do consumidor, ele precisa ser atrativo, funcional e criar engajamento (podendo para isto integrar ferramentas) e oferecer algum tipo de suporte que o conduza pelas próximas etapas da jornada de compras.

Por essa razão, e tendo em vista a importância de manter sites ou portais atualizados e bem adaptados aos interesses dos clientes,e potenciais clientes e reforçando atributos de experiência valorizadas por eles separamos algumas dicas para alavancar o funcionamento do seu e sugerimos ferramentas para melhor estruturá-lo!

Site pronto: mãos à obra! Veja como gerenciá-lo da melhor forma:

Atenção à operação

Em primeiro lugar, em termos funcionais, é preciso avaliar o “peso” do site ou, em outras palavras, a capacidade e velocidade de carregamento. Para tal, podem ser feitos testes a partir de diferentes equipamentos com diferentes velocidades de conexão, por exemplo.

Ter mecanismos de otimização, para conexões mais lentas, pode ajudar a entregar e apresentar um conteúdo adequado, num tempo satisfatório, mesmo se o usuário estiver com dificuldades de conectividade.

Para sites em que se espera um alto volume de visitas para o dia a dia, ou grandes picos para alguns dias de movimento incomum, como na Black Friday ou nos dias que antecedem o Natal, é importante realizar testes apropriados e preparar o site para suportar esse volume sem cair ou ficar lento além dos limites aceitáveis, ao atingir um número limite de visitantes simultâneos previstos.

Tudo isso influenciará no desempenho que o site terá para cada visitante.

Além do mais, vale analisar e checar a responsividade, ou seja, como o site se comporta em diferentes telas.

O ideal é que o conteúdo nunca distorça e dependendo das características de desenvolvimento é possível instituir duas ou mais interfaces, sendo algumas apropriadas a aparelhos mobile de diversas dimensões, preservando, contudo, as características inerentes à identidade visual e às opções de menu.

Analise o SEO e o desenho web

Com relação ao SEO, é importante avaliar se o site é facilmente encontrado pelas principais ferramentas de busca e, se for o caso, ajustar as tags ou keywords na configuração para que sejam mais facilmente localizadas, de acordo com os critérios “legíveis” para eles.

Manter atualizações e conteúdos dinâmicos também é importante – e, para isto, pode-se usar ferramentas de gerenciamento, como  os CMS, para auxiliar na tarefa.
Verifique, igualmente, o desenho web e se teu site tem um layout favorável.

Uma boa dica pode ser seguir a nova tendência de fazer “sites em uma única página”, de modo que os menus “rolem” até a parte indicada, o que evita que o visitante tenha que ficar acessando e esperando novas páginas carregarem a todo momento que selecionar uma opção dentro do site.

Também é possível pensar em uma ferramenta de rastreamento simples de mouse – ou SMT. Ela é utilizada geralmente para verificar a usabilidade do site e trata-se de um sistema baseado em Javascript, salvando e gravando os movimentos e cliques que os usuários fazem com o mouse para ter uma ideia da rapidez e performance do site na prática, durante a navegação. Essa ferramenta pode também ajudar a identificar as regiões mais “nobres” da página e tal informação pode ser usada posteriormente para colocar conteúdos mais importantes nessas regiões.

Pense em usabilidade e segurança

Em seguida, procure avaliar se o site permite obter uma experiência de usuário simples, para que seus visitantes naveguem com fluidez e executem as ações corretas (cliques) nos objetivos.

Para isso, vale também um minucioso trabalho de organizar as informações que serão publicadas no site.

Chatbots podem ser recursos interessantes para ajudar o cliente a encontrar logo o que precisa e usufruir de boa “navegabilidade”.

Além da usabilidade, lembre-se também que teu site deve oferecer segurança e confiabilidade aos visitantes, sendo preferível que ele possua sempre certificados que permitam ao usuário confirmar que as informações são seguras, especialmente se você trabalhar com comércio online.

Tenha boas ferramentas para gerenciamento de site

Por fim, e não menos importante, considere a utilização de algumas ferramentas para ajudarem a ter um diferencial no site.

Alguns processos são necessários para garantir, por exemplo, que auxiliam na identificação de possíveis problemas e em melhor intervenção e interação.
Para citar algumas das mais importantes, temos Jivo Chat, uma ferramenta que oferece suporte para respostas mais rápidas a demandas dos visitantes e o Google Analytics, que elabora relatórios e indicadores dos acessos e performance, guiando a empresa em ações que se tornem mais certeiras para o site.

O importante, contudo, é instituir métodos para acompanhar indicadores de qualidade e desempenho e sempre promover melhorias para continuar alavancando a experiência do usuário.

E então, você acha que já executa um bom trabalho de gerenciamento no teu site? Precisa de ajuda para otimizá-lo ou pensa que já está na hora de refazê-lo?

Fale com a Kyros! Podemos ajudar!

Postado por Kyros Tecnologia em 7 novembro, 2018


Comentários

Infográfico: Uma Visão Geral do Cenário de TI

POSTS RELACIONADOS