4100

Quanto custa ter um site?

A constante inserção tecnológica em nosso dia a dia e a facilidade que a internet proporciona para obtenção de informações e realização de diversas atividades, é natural que cada vez mais as pessoas recorram a ela.

Por isso, as empresas e pessoas se preocupam cada vez mais com presença online, não só como forma de serem encontradas pelos clientes ou público de interesse, como também de terem diferenciais competitivos.

Ter um site de qualidade significa bem mais do que obter um simples domínio na internet e simplesmente colocar ali algum conteúdo sobre o seu negócio ou ideias.

Um site de qualidade requer conteúdo de qualidade, design que promova engajamento, ferramentas e hospedagem de ponta, recursos dinâmicos (sites estáticos “convertem menos”), bem como atualizações constantes, para manter o público interessado e não correr o risco de ser superado por resultados mais atrativos.

Obviamente isso tem um custo. A boa notícia é que se você investir nos elementos corretos, teu site poderá dar um excelente retorno, sendo uma fonte de renda e lucros para seu negócio ou mesmo para algum objetivo pessoal.

Veja a seguir tudo o que precisa ser levado em consideração nesse aspecto:

Investimentos envolvidos na criação e manutenção de um site

Projeto calculado com base em seus reais objetivos

Quanto mais clara e objetiva for a definição do que você espera obter com o site, mais fácil e precisa será a cotação que um desenvolvedor poderá te passar (o orçamento adequado para o trabalho). E isso entendendo, sobretudo, que ele precisa conter exatamente as ferramentas e funcionalidades que melhor correspondem às expectativas criadas.

Perceba que não dá para simplesmente passar sempre um mesmo valor fechado, a toda pessoa interessada nesse tipo de projeto (exemplo: “criar um site para você custará ‘tanto'”). Isso porque o tempo de desenvolvimento, a quantidade de trabalho e também a tecnologia utilizada dependerão, sumariamente, das especificidades de cada caso.

Um site não é uma fórmula fechada: cada um precisa ter um projeto dedicado, voltado especialmente às necessidades de cada proprietário, em conformidade com as demandas de seu público, de responsividade, pronto a receber as implementações necessárias em cada momento (e mesmo continuamente, ao ser administrado por um fornecedor ou pelo próprio usuário, por exemplo).

Gastos com domínios ou hospedagem

Além do trabalho de criação, os custos de um site, geralmente englobam o preço do domínio, que é o endereço do seu site, e da hospedagem — lembrando que um site sem domínio próprio não passa credibilidade.

Entre os fornecedores de domínio e hospedagem, há também diversas opções, dentre as quais citamos algumas para referência: a LocaWeb, a Amazon ou GoDaddy.

Os custos e as vantagens oferecidas variam de um fornecedor para outro. Na Amazon, por exemplo, os custos de domínio vão a partir de 9USD, dependendo do nível de domínio (a tabela, como base, você pode consultar aqui no caso do Amazon Route 53 para registro). Os fatores que influenciam nesse preço também podem variar em função de banda compartilhada ou dedicada, tamanho do site (o que pode requerer mais hospedagem) ou se o servidor é virtualizado.

Para pesquisar e registrar o domínio registrado, no entanto, recorre-se a uma ferramenta específica (veja site). As taxas pagas ao fornecedor, embora normalmente não reembolsáveis, vale lembrar, podem cair com o tempo de uso, permitindo que o site se torna mais “sustentável” ao longo do tempo.

Tecnologia utilizada

Algo que pode diminuir ou elevar os custos de um site, é a tecnologia utilizada para o construir. Ela pode interferir, pela maior ou menor facilidade, nos custos de desenvolvimento.

Algumas tecnologias podem demandar custos de licenciamento, mas em contrapartida oferecer simplicidade, segurança, suporte do fornecedor da tecnologia, garantias, dentre outras vantagens. Dependendo do porte, do propósito, da criticidade do negócio para o qual o site é construído, este custo facilmente se converte em retorno, pois diminui substancialmente outros custos, como de manutenção do site, ou do conteúdo.

Um bom exemplo são ferramentas de CMS (Content Management System), como abordamos aqui, que podem servir para que a empresa ou usuário em questão tenha amplo controle sobre o conteúdo de seu próprio site, podendo responder mais prontamente e com maior autonomia às demandas que ele apresenta, o que diminui a dependência de terceiros e até reduz custos.

Administração e manutenção

Deve ser considerado também, que para diminuir riscos, é importante ter uma política de backup, uma política de segurança e uma manutenção preventiva dos recursos do site. Isto exige alguma dedicação periódica de profissional especializado.

Outra questão são os incidentes imprevisíveis que podem ocorrer, e que devem ser administrados e resolvidos no menor tempo, e com o maior profissionalismo possível.

Como já sugerimos, um site precisa continuamente de se renovar. A tecnologia utilizada, pode reduzir ou mesmo eliminar custos de atualização, pois aumentando a simplicidade desta etapa o próprio dono do site pode gerir o conteúdo e algumas características visuais do site.

A escolha de uma tecnologia adequada, de um bom projeto de construção, e um bom parceiro de suporte, podem tornar a experiência mais agradável, aumentar o ganho, reduzindo os riscos.

Quem vai te auxiliar e administrar a tecnologia necessária

Por fim, vale pensar que escolher um fornecedor de confiança pode te ajudar a obter o melhor custo x benefício, dominando tecnologias como essa que acabamos de mencionar.

Nesse ponto cabe ressaltar que existe grande vantagem em contratar uma empresa que já faça todo o serviço (desde programador até webdesign e implementação de recursos), em vez de optar pela realização por partes. A segurança de ter um fornecedor que compreenda e entenda todas as etapas, sempre pronto a oferecer o melhor serviço e as melhores opções em todas elas, é algo que deve ser priorizado para que você tenha uma experiência excelente nesse sentido.

E então, conseguiu ter uma visão melhor do que representa esse investimento e tudo o que ele envolve? Que tal ver se está na hora de refazer o seu site ou, se ainda não tem um, conhecer dicas importantes para desenvolver o seu?

Precisando de ajuda com isso? Aproveite para agendar um bate-papo com a Kyros para obter esclarecimentos e orçamento!

 

Postado por Flávio Nogueira em 1 novembro, 2017


Comentários

POSTS RELACIONADOS