7419
A importância dos testes de software para um bom portfólio: você conhece a performance de seus produtos?

Se a sua empresa trabalha com algum tipo de serviço em software, seja para prestar e disponibilizar os serviços aos clientes ou apenas para acompanhar eventuais etapas de atendimento, adequando-se à “mobilidade” e à tendência que os consumidores têm de se relacionarem com as empresas por esses canais, por certo sabe o desafio que é manter a qualidade e estabilidade desses sistemas.

Diversas empresas podem utilizar softwares e aplicativos para diferentes tarefas e finalidades no mercado. E muitas delas podem precisar desenvolver essa solução em demandas pontuais -veja aqui um pouco mais sobre a importância de ter um aplicativo em seu negócio.

Toda empresa que tenha serviços como seu principal produto ou mesmo aquelas que trabalhem com produtos físicos, mas contem com uma interface por meio de aplicativo para que os clientes possam ter algum tipo de atendimento, acesso a benefícios ou diferencial, pode precisar prestar mais atenção aos testes para ter sistemas eficientes, que colaborem para o retorno do investimento.

Por isso, o post de hoje é para te ajudar e entender a importância de testes de software para um bom portfólio de serviços:

Teste seu software para garantir uma boa adesão

Tenha em mente que a adesão dos usuários à sua ferramenta depende do quão boa e bem planejada ela é, sendo capaz de atender às demandas. Para isso, primeiro você tem que pensar na necessidade de seus usuários ou mesmo identificar se hoje existe alguma lacuna que possa ser preenchida no atendimento ou serviço por meio de uso de softwares customizados.

É o caso, por exemplo, de empresas de cursos on-line, ou das que desenvolvam plataforma para

treinamento de seus funcionários, relacionamento com fornecedores, com equipes de vendas -em campo, auxiliando no trabalho remotamente, bem como estabelecimentos e negócios que disponibilizem um app para que os clientes façam pedidos on-line ou acompanhem serviços, entre inúmeras outras possibilidades de aplicação.

Conhecer não só a perspectiva da empresa -que concebeu a ideia e sabe a que ela se propõe, mas a representação e percepção que isso tem para o cliente, ou seja, a perspectiva do user, é indispensável para saber se a solução deu certo ou não. É nisso que a gestão de testes auxilia. Ela permite criar “simulações” de como seria o comportamento da solução em “n” situações diferentes programadas para que o software se depare ou atenda. Aproveite para conhecer como funcionam algumas das etapas e 3 maneiras para fazer a gestão de testes em sua empresa.

Confira e acompanhe a performance para adaptações e atualizações

Depois disso, é importante entender que mesmo que seu app/software tenha sido testado adequadamente é preciso acompanhar o que acontece com ele e qual a evolução de seu uso no mercado, situação que pode, mais para frente, indicar a necessidade de atualização ou expansão de sua gama de serviços.

Por essa razão existem também diferentes tipos de testes de software, que devem ser aplicados de acordo com a realidade de cada projeto e empresa.

Procure estar antenado aos anseios dos consumidores

Por fim, compreender o que o potencial consumidor de sua solução considera mais importante ao usar um app ou serviço.

Inserir uma aba ou canal em seu app que permita que os usuários também enviem feedbacks da experiência pode ajudar bastante, em vez de contar somente com o envio de eventuais relatórios de erros ou mensagens automáticas que reportem possíveis falhas dentro do escopo de funcionalidades que você já previu no projeto, mas que, caso não sejam acompanhadas também de opiniões constantes dos usuários podem deixar passar importantes insights para você.

E então, sua empresa já tem uma boa gestão de testes implementada nessa importante etapa estratégica do seu negócio? Leia também quando vale a pena investir em automação de testes!

Postado por Kyros Tecnologia em 19 dezembro, 2019


Comentários

POSTS RELACIONADOS