Testar o software pode garantir vantagens tanto em termos de custo, quanto de agilidade e qualidade. Veja como convencer sua diretoria dessa importância!

4466

Teste de software: qual o valor para a empresa?

Quem trabalha com desenvolvimento de tecnologia sabe que acima de tudo o que se espera  com um software é qualidade e funcionalidades que atendam aos objetivos dos clientes.

Por essa razão tal fase tem representado resultados satisfatórios no ciclo de vida do desenvolvimento de softwares (SDLC).

E esse ciclo pode compreender diferentes fases: análise e levantamento de requisitos, os modelos, a codificação, a implementação e a manutenção.

Os testes representam como forma de gerenciar melhor a qualidade do projeto desde suas fases iniciais, monitorando e identificando, a qualquer tempo, falhas que possam gerar consequências mais graves depois e tornar o esforço (ou o mesmo o custo) mais árduo.

Veja quais fatores apresentar à diretoria para demonstrar o valor da fase de testes e assim convencê-la da essencialidade do processo:

Constatar defeitos e erros mais prontamente

Demonstrar facilidades de testar mesmo em relação a tempo, além de qualidade, pode ser uma premissa para convencer sua diretoria da importância de testar.

Mesmo que o time-to-market seja apertado, pular etapas importantes de verificação pode gerar retrabalhos no futuro, maiores gastos para a empresa e atrasos no cronograma do projeto de criação, inclusive.

Nesse contexto, testar o software é de suma importância para garantir que o resultado entregue aos usuários finais seja o melhor possível e também que ocorra em tempo hábil.

Deixar a fase de testes para o final pode ser um grande equívoco! (veja aqui outros erros que, além desse, devem ser evitados).

Voltar às etapas do software para corrigi-lo pode ser muito mais demorado, trabalhoso e caro do que constatar defeitos e erros na fase de desenvolvimento e já superá-los e recolocá-lo no mercado pode levar tempo (além de causar transtornos em relação à imagem que o programa deixou).

Testar garante confiabilidade do cliente e satisfação com a aplicação

Tendo esses pontos em vista, agilidade e controle de qualidade nisso, vai colocar a empresa à frente dos concorrentes permitindo muitas vezes lançar um produto eficaz, aproveitando algum insight antes que o façam.

Para que a interface chegue sem erros, com fácil usabilidade e correspondendo na prática aos requisitos que foram pensados no projeto ou mesmo para detectar e prever possíveis erros e efetuar correções é preciso ter atenção sobre as diferentes fases de checagem.

O teste permite medir a qualidade e aumentá-la, minimizar riscos de rejeição ou relacionados ao uso do software em uma operação ao vivo ou à sua segurança e aumentar a confiança no produto.

Testar traz menor custo de manutenção e melhor desempenho constante

É justamente nesse ponto que pode ser necessário abrir os olhos da diretoria para o benefício de não deixar o software “pronto” para ser testado de última hora.

Nesse ponto, se ele tiver qualquer problema sério, pode ter baixa adesão e, além de afetar a credibilidade, fazer com que a empresa perca vantagem competitiva ao ter de realizar melhorias tardias.

Entregando o software com qualidade garantida, menores custos serão necessários na manutenção depois, resultando sempre em ações mais precisas, consistentes e confiáveis.

Melhor custo x benefício no geral ao testar

No decorrer do desenvolvimento, principalmente em função de atualizações, deploys e unções repartidas entre equipes, pode acontecer de ocorrerem bugs que só vão ser percebidos depois e, infelizmente, atrapalharem o adequado funcionamento da solução.

Para evitar que isso aconteça, os testes contínuos são importantes e a implementação de alguma ferramenta que ajude a gerenciar esse cenário de forma integrada.

Por fim, é importante lembrar que verificação e validação podem ser realizadas pela mesma empresa que desenvolveu o produto. Porém contar com um parceiro especializado em testes com funcionalidades específicas pode ser a solução mais eficaz.

Isso permitirá ajustar workflows com maior facilidade, controlar evidências e monitorar de forma mais efetiva as fases de desenvolvimento, agregando confiança e automação ao processo e permitindo liberação de tempo para que as equipes focarem no projeto.

Uma ferramenta que permita acompanhar em tempo real a situação das fábricas – por meio de mobilidade, por exemplo – ajuda o gestor a tomar providências sobre o cenário de desenvolvimento muito mais rapidamente e com maior grau de acerto.

E então, precisa de ajuda para implementar um processo de testes realmente eficaz, que demonstre resultados à sua diretoria? Fale com a Kyros!

Postado por Kyros Tecnologia em 24 janeiro, 2018


Comentários

Infográfico Tipos de Testes de Software

POSTS RELACIONADOS